A balada do café triste

DSC02706

E se eu tiver mais uma vez me enganando?

Eugênio teve um pesadelo, acordou mais cedo sentindo a presença da moça a seu lado. Procurou o sorriso que ela sempre estampava na face enquanto dormia. Mas não estava lá nem sorriso, nem moça alguma.

Há tempos a moça se foi, o seu cheiro continuava impregnado no olfato de Eugênio. Eugênio fechava os olhos e via a moça lhe sorrindo e seus olhinhos lânguidos e morenos dizendo-lhe algo que Eugênio não conseguia nunca entender.

Quando a moça se foi, Eugênio teve a certeza de que não conseguiria suportar tantas mudanças na sua jornada cotidiana por butecos e paralelepípedos das ruas da cidade. Eugênio não chorou nem reclamou abrigo. Sentiu um abraço forte, não era medo, era qualquer coisa da moça que ficou em Eugênio.

E Eugênio se agarrou a essa paz de não se desesperar mais pela cidade afora em busca de sua moça. 

Então em um dia leve e alegre, a moça lhe aparece trazendo consigo todos os seus demônios e loucuras. Eugênio aceitou a moça por mais aquela noite. Eugênio aceitou suas pernas, sua boca, suas promessas vãs. Eugênio sabia que a moça iria partir de novo.

De repente Eugênio viu que perdeu e estava perdendo alguma coisa morna e ingênua que ficava pelo caminho frio e escuro.

Olhou e viu a sombra no lençol que sentia a pele fina da moça. Eugênio viu seus olhos se movendo sem se abrir. Eugênio moveu seus olhos sem mais uma vez conseguir abrir a moça. Aquela  moça, que sempre esteve ali, tão sempre perto sem o ver, tão certa e só sendo.

Eugênio em um instante pôde perceber que não suportava mais o inferno das inconstâncias da moça.  Longe dela, Eugênio estava aprendendo a ser leve, a ser livre.

Eugênio compreendeu que mesmo privando-se da moça sempre vivia.

Eugênio então partiu. E deixou que a moça partisse.

 Eugênio não vai mais se importar com a maldade daqueles que nada sabem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: